Servidores têm aulas presenciais em curso de mediação e conciliação

Fonte: CNJ – http://www.cnj.jus.br/ds9j

O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) iniciou, na manhã de quarta-feira (27/1), as aulas presenciais do Curso de Mediação e Conciliação. Compareceram 41 alunos ao auditório da Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), entre diretores de secretaria, conciliadores, auxiliares de conciliação, servidores, terceirizados e voluntários do Judiciário estadual.

A abertura foi feita pelo coordenador do núcleo, juiz Carlos Henrique Garcia de Oliveira, que destacou a importância do diálogo para a solução de conflitos. “Nossa função é permitir que as partes voltem a dialogar. Na conciliação e mediação, vamos ouvir o que os dois lados têm a dizer. Às vezes, as partes ficam tão preocupadas em fazer seu ponto de vista prevalecer que nem escutam os argumentos do outro”, observou.

O magistrado também ressaltou o papel do conciliador, que deve estar preparado para realizar a função. “Daí surge o conciliador para facilitar o diálogo. Por isso, precisamos estar preparados, aptos para fazer a mediação, e esse curso objetiva exatamente dar essa formação”, explicou.

As aulas teóricas presenciais (com carga horária de 15 horas aulas) se encerram nesta sexta-feira (29/1). O curso foi iniciado em novembro de 2015, com as aulas teóricas a distância (40 horas aulas). Atuam como instrutoras do curso as servidoras Rosânia Mara de Sales Ribeiro e Lara Coe Mota, ambas do TJCE. Concluída a atual etapa, a próxima será o estágio supervisionado, com 50 horas, a partir de 22 de fevereiro.

Link curto: http://bit.ly/1OXJHJQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *