Enquete do TJMS revela que 87% fariam conciliação em uma ação judicial

Fonte: Portal do TJMS, 08/05/2015

Durante um mês o Portal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul perguntou aos internautas por meio de enquete: “Você optaria por uma conciliação em um processo judicial?”. 1805 responderam que fariam uma conciliação, o que representou 87% de pessoas que acreditam que conciliar e mediar é o caminho mais simples e eficiente para solucionar os conflitos. Este é o slogan da campanha do TJMS do movimento pela conciliação e mediação.

Apenas 13% disseram não ter interesse em fazer uma conciliação, caso fossem parte em uma ação judicial. Ao total, 2.077 internautas responderam a enquete.

Para o Mutirão do DPVAT, realizado de 4 a 8 de maio, foram pautados 313 processos para a conciliação. Participaram desta mobilização as 4ª, 8ª, 13ª e 15ª Varas Cíveis da Comarca de Campo Grande. Os processos pautados foram identificados pela seguradora como suscetíveis de acordo, o que exigiu dos cartórios aumento de trabalho para a intimação das partes e demais procedimentos preparatórios, tudo isto com o intuito de diminuir o número de processos no futuro.

O Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul fomenta práticas alternativas de resolução de conflitos, por meio de seu Núcleo Permanente de Métodos Consensuais e Solução de Conflitos (NUPEMEC). Em atendimento à meta 3 do CNJ, o Judiciário visa incentivar o aumento dos acordos, sejam pré-processuais ou no decorrer do processo, por meio dos procedimentos de conciliação e mediação.

O NUPEMEC oferece cursos de capacitação em mediação e conciliação e, até o fim do ano de 2015, será aumentado o número de Centros Judiciários de Soluções de Conflitos, os Cejusc.

Link curto: http://bit.ly/1TaZ4U5