Aciu cria Câmara de Mediação, Conciliação e Arbitragem

Fonte: Jornal de Uberaba – http://goo.gl/GZyOVb

No dia 7 de dezembro, às 20h, a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba (Aciu) inaugura a Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial da Aciu. A função da Câmara será agilizar a solução de alguns conflitos, para diminuir as pendências da Justiça. Atualmente, a Aciu já trabalha neste sentido, com a atuação do Posto Avançado de Conciliação Extraprocessual (Pace) e, agora, oferecerá mais esse serviço a fim de promover cidadania e justiça e diminuir a alta carga de processos que deságua diariamente nos órgãos judiciais de Uberaba.

“No dia a dia das organizações, a administração de conflitos e litígios é uma das atividades que mais causam desgaste e custos, principalmente quando o processo é encaminhado à justiça estatal. A Aciu está contribuindo para a solução da crise do Poder Judiciário, dando vazão ao excesso de demandas da sociedade, sem que seja necessária a busca da via judicial”, destacou Manoel Rodrigues Neto, presidente da Aciu.

Apostando nos métodos extrajudiciais e antecipando o Novo Código de Processo Civil, a Aciu fez parceria com a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) e já treinou árbitros especializados para atuarem na Câmara de Mediação, Conciliação e Arbitragem da Aciu.

Segundo a coordenadora do Pace e que também estará à frente da Câmara da Aciu, Patrícia Baldiotti, os métodos extrajudiciais de solução de controvérsias, como a conciliação, a mediação e a arbitragem vêm sendo cada vez mais utilizados nas sociedades modernas. “É uma alternativa eficaz, econômica e rápida para resolver essas demandas. Na maioria dos casos, há consenso entre as partes e a relação comercial não é prejudicada”, explicou.

A Câmara de Mediação, Conciliação e Arbitragem da Aciu atuará na solução de conflitos e litígios que tratam de bens patrimoniais disponíveis. 25 profissionais foram treinados para trabalharem nas ações de mediação, conciliação e arbitragem. “É uma forma de criar uma cultura para solução de conflitos de forma extrajudicial, buscando diminuir a quantidade de processos que correm na Justiça. Quando as pessoas tomarem conhecimento da rapidez que essas medidas resolvem os problemas que elas estão enfrentando e com um custo muito mais baixo que um processo normal, com certeza, elas vão preferir as Câmaras que a morosidade da Justiça. Isso é o futuro. Outros países e até outros Estados brasileiros já atuam desta forma há algum tempo e, agora, Uberaba poderá contar com a Aciu para mais esse serviço”, concluiu Manoel.

Link curto: http://bit.ly/1U3IYM7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *